Lazer  |  Ecologia  |  Serviços  |  Informações  |  Fatos  |  Fotos  |  Índice Geral  |  Parcerias  |  Contato

Origem e propriedades das Águas Quentes

A pesquisa e a identificação da origem geológica das fontes de água quente atraem pesquisadores de várias partes do planeta.  Alguns afirmam que elas são enriquecidas com minério de urânio desintegrado presente na Serra de Caldas.  Outros levantam a hipótese da   existência de um vulcão, que não evoluiu ou foi extinto, em cuja cratera brotam as águas.  E existem ainda estudos que indicam que elas são resultado de águas pluviais que penetram a grande profundidade numa extensa área da região, aquecendo-se naturalmente e, devido a fendas nas rochas subterrâneas, mantém a temperatura elevada ao aflorarem de forma rápida.


Análise das águas de Caldas Novas:
Resíduos em suspensão                              ausente
Resíduos 1800C                                         126,2mg/l
Anidrido carbônico total (CO2)                     95,6mg/l
Anidrido carbônico (CO2)                            16,7mg/l
Alcalinidade (em CoCap/100.000 de água)    10,5 partes
Matéria orgânica (em O meio ácido)             1,1mg/l
Cloretos (Cl)                                               0,4mg/l
Sulfatos (SO4)                                            8,4mg/l
Nitratos (NO3)                                             0,7mg/l
Nitratos (NO                                                0,01mg/l
Sílica (SO2)                                                 34,7
Ferro (Fe-1--1--1-)                                       0,2
Alumínio (Al-1-1--1-1-)                                  0,2mg/l
Cálcio (Ca-1--1-)                                           21,3mg/l
Magnésio (Mg-1--1-)                                      5,9mg/l
Amônio (NH-1-)                                             traços
Alcalinos (em Na-1-)                                      76mg/l
Fonte: Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo